APRENDENDO A APRENDER - MAIS TÉCNICAS PARA POTENCIALIZAR O APRENDIZADO

Olá meus queridos e queridas, em meu último post falei um pouco com vocês sobre um curso online totalmente gratuito que fiz sobre aprendizagem e, por incrível que pareça, não consegui falar nem um décimo de tudo o que tem pra aprender a respeito do tema. Como não tem como eu passar tudo para vocês aqui, resolvi reunir mais alguns poucos tópicos e técnicas importantes e que podem ser de grande ajuda para qualquer um que esteja buscando se reinventar. Então sem mais demoras (vou tentar ser mais breve dessa vez, juro hahahah), aqui vão algumas dicas:

1. O poder de Relembrar e Repetir

Eu cheguei a comentar como é importante desenvolver o hábito de repetir as informações estudadas para que seja possível formar "blocos" de conhecimento em nossas mentes que sejam de fácil acesso. Mas uma coisa que não deixei muito claro é como trabalhar nessa repetição.

É comprovadamente mais eficiente tentarmos nos relembrar de informações recentemente estudadas do que reler. Um erro muito comum entre estudantes e/ou profissionais é achar que reler o mesmo texto mil vezes e fazer "mapas conceituais" faz com que a informação seja "martelada" em nosso cérebro até não nos esquecermos mais dela. Esse tipo de comportamento leva ao que chamamos de ilusão de competência: pensamos ter um domínio do assunto muito maior do que realmente temos. Afinal, sejam sinceros: quem aqui nunca tentou estudar alguma coisa relendo a resolução de um exercício e falando: "beleza, entendi"? 

Por outro lado, criar o hábito de tentar relembrar as informações estudadas assim que terminamos uma seção de estudos faz com que as informações sejam gravadas de forma muito mais intensa em nosso cérebro. No dia seguinte, a mesma coisa: uma revisão rápida tentando relembrar os tópicos e relendo em seguida para ver o que conseguimos reter e o que precisamos reforçar. Aliás, aqui vai uma dica: tentem relembrar o conteúdo estudado em um cômodo ou ambiente diferente daquele em que estudamos. É muito comum associarmos certas informações a lugares. É por isso que, quando estamos na escola fazendo uma prova para qual achamos que sabíamos tudo, mas que acontece em uma sala diferente da que nós estudamos, muitas vezes dá aquele "branco" bem na hora que mais precisamos.

2. A técnica de Feynman

Essa é uma técnica que eu acho particulamente interessante. Ela é atribuída ao físico Richard Feynman, que já chegou a ganhar o prêmio nobel da física e era conhecido por ser um grande professor que tinha a capacidade de transformar os assuntos mais complexos em explicações simples.

"Aposto que é simples pra quem tem um phD em física, mas e meros mortais como nós?".

Aí é que está a parte interessante. A técnica se baseia em conseguir explicar algo para qualquer pessoa, da forma mais simples possível (e sem precisar de um phD). Basicamente, ela tem os seguintes passos:

   2.1. Escreva o tópico usando a linguagem mais simples que puder

Tente estudar o assunto e selecionar os pontos-chave. Procure aquilo que é estritamente necessário para ter um entendimento do tema e busque resumir em um texto claro e conciso. Mesmo se for um assunto de matemática, use palavras a vontade para descrever esses conceitos.

Nesse ponto, é importantíssimo escrevermos e pensarmos como se estivéssemos ensinando esse assunto para alguém. Como falei antes, ensinar é uma das melhores formas de aprender.

   2.2. Identifique seus pontos fracos

Ao fazer ou revisar as anotações, preste atenção nas partes que você sentiu mais dificuldades ou "travou" na hora de explicar. Para ter domínio completo do assunto, vai precisar se desafiar a preencher essas lacunas no seu conhecimento, então volte às suas fontes e tente estudar novamente o assunto. Se precisar, busque novas fontes até sentir o conhecimento solidificado em sua mente.

Esse procedimento também é conhecido como prática deliberada e é fundamental para o aprendizado.

   2.3. Identifique as partes de linguagem complexa

Após resumir (e relembrar, é claro) os conceitos-chave e dominar aqueles que tinha dificuldades, é necessário dar mais uma olhada crítica no material e se perguntar: "Será que uma criança entenderia isso?". Claro que uma criança dificilmente vai entender problemas de probabilidade, programação, ciências sociais ou qualquer que seja o tópico que estudamos em nossa vida acadêmica/profissional, mas o objetivo dessa etapa é verificar onde podemos simplificar ainda mais nossa explicação, de forma que ela seja mais intuitiva. Quanto maior nosso entendimento do assunto, mais fácil se torna explicar ele de forma simples.

3. Sono

A terceira e mais importante técnica para potencializarmos nosso aprendizado: dormir. Sem essa técnica ultra secreta, jamais seríamos capazes de aprender algo de forma muito eficiente.

"HA! Essa técnica eu já dominei há anos".

Claro que já, mas alguém aqui já se perguntou (ou já reparou) o por quê de nós termos mais facilidade com um assunto depois de praticarmos um pouco e dormirmos? Eu mesmo me lembro muito bem que, na época que eu tocava minha guitarra com mais frequência, sempre que ia aprender uma música particularmente difícil eu ficava horas para aprender partes isoladas e toda vez que repetia elas durante o dia elas me pareciam forçadas e sem vida. Mas no dia seguinte, depois de uma boa noite de sono, as coisas pareciam fluir como mágica. Eu podia não ter dominado totalmente a técnica ainda, mas tinha beeeem mais facilidade.

Isso acontece por um motivo que eu falei no último post também: nosso cérebro nunca pára. Na verdade, o simples fato de estar acordado gera toxinas metabólicas que vão acumulando durante o dia e drenando nossas reservas mentais. Mas quando dormimos, nosso cérebro faz uma "limpeza", que remove essas toxinas e deixa a gente mais revigorado. Além disso, durante o sono, ele "revisa" tudo aquilo que aprendemos, descartando as coisas sem importância e reforçando as importantes, sempre fazendo novas conexões (se você lembra do modo difuso de pensar, é algo parecido. O cérebro trabalha em segundo plano organizando as informações).

Então, meus queridos, lembrem-se. Se estiverem desesperados em véspera de prova ou precisando rever algo para o trabalho, não adianta virar a noite estudando. Estude o que puder, mas dê tempo para a cabeça descansar, ou tudo o que se esforçaram tanto para aprender pode ir por água abaixo. Vale destacar também que saber potencializar o seu sono pode ser uma ferramenta poderosa para conseguir aprender (e descansar) de forma eficiente, mas isso é um tópico para outro dia hahaha (postem aí nos comentários se tiverem interesse ;D).

Bom, acho que consegui trazer/revisar algumas das idéias principais que não tiveram muito destaque no ultimo post. Se quiserem saber mais alguma coisa é só postarem aí. Até a próxima galera!

Jão

14 comentários

  1. As vezes é tão difícil conseguir focar e aprender algo né?
    Adorei as dicas!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=AuHsm5xv_ew

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito dessas dicas com certeza são super utéis.
    Nem sempre é fácil aprender algumas coisas.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Instagram
    Facebook

    ResponderExcluir
  3. Com certeza esse post vai me ajudar muito . Não conhecia essa técnica Feynman , muito interessante !!
    Beijos

    Portal Tuddo

    ResponderExcluir
  4. Essas dicas são ótimas, faço uso de algumas e sempre pratico umas novas. Estudo e isso precisa de dedicação, paciência e todos os cuidados q vc mencionou.
    Bj http://diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei!
    Agora concluindo a pós estava realmente precisando dessas dicas!
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Essa postagem vai me ajudar bastante, certeza... Fico quase doida quando estou em semanas de provas.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  7. Achei maravilhosa a técnica de Feynman. Simplificar para descomplicar, certo? Genial!

    ResponderExcluir
  8. Adorei as dicas! O dificil e seguir tudo o tempo inteiro, mas e sempre bom lembrar de todos eles.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Nossa, que interessante. Gostei muito das técnicas. Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  10. adorei as dicas e vou aderir para minha faculdade! :)
    beijos e sucesso <3
    http://www.barbarameyer.com.br
    ei, psiu: me segue lá no insta e me deixa uma direct pra eu seguir de volta @bameyer :*

    ResponderExcluir
  11. Amei seu post, queria ter estas dicas na época de escola hahah. Mas sem saber eu ate fazia algumas coisas certas, sempre lia e depois tentava lembrar e entender de uma forma mais simplificada para não esquecer na prova. Posso compartilhar teu post na minha página do facebook ? Vocês tem página no face ?Beijos
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas técnicas são realmente muito simples e eu queria muito ter aprendido elas no meu tempo de faculdade hahaha. Compartilha a vontade o post! Ainda não temos uma página no face, mas quem sabe um dia ;D?

      Excluir
  12. Esse post vai ser de grande ajudo!! Estou estudando pra uma prova e as vezes fica dificil aprender algumas coisas, sem duvidas vai ajudar <3

    http://www.teoremademahlli.com.br

    ResponderExcluir

TOPO