Tecnologia do Blogger.

MINIMALISMO: REDUZI MEUS ITENS DE MAQUIAGEM

Olá pessoas! Quando mostrei meu novo espaço no nosso escritório aqui em casa (se você não viu esse post, clica aqui pra dar uma olhada), comentei sobre as minhas maquiagens caberem todas em uma cestinha. Então hoje vou mostrar pra vocês o que eu guardo nela. :)

Eu nunca fui a louca da maquiagem, mas confesso que acabava tendo produtos desnecessários ou em excesso. Lá na casa dos meus pais ainda tem umas coisinhas que estão até novas, mas não decidi o que fazer com elas. 

Quero deixar claro que para mim, maquiagem não é uma coisa do tipo "nossa, comprar produtos me deixa super feliz" e eu sou muito, muito básica nesse sentido, mas se você gosta bastante e acha que vale a pena investir em vários produtos, vai em frente! Aliás, nesse outro post aqui eu contei as 5 coisas que eu faço questão de consumir. Cada um tem suas necessidades. ;)


O primeiro item da foto é meu blush favorito da vida, Dandelion da Benefit. É um rosa beem clarinho e ele dura muito! A caixinha tem um espelho e vem com um pincel também.

De base, na verdade tenho três. Essa lock-it da Kat Von D tem alta cobertura, mas infelizmente não funciona tão bem pro meu rosto (deixa oleosa, transfere muito, acumula nas linhas). Como custou uns bons R$200,0 a cor é exatamente a minha (um ponto super positivo dessa base é que elas tem muuuitas opções de cores) e nada da Kat testa em animais, eu uso assim mesmo porque né HAHA. A que eu mais gosto mesmo é essa da Vult, que é bem levinha e a cor também é a do meu rosto, além de ser infinitamente mais barata. E a última opção é um bb cream que não está na foto, mas já falei dela aqui no blog nesse post. Esse eu deixei nos meus pais para uma emergência.

Para preparar o rosto eu uso esse produto da The Body Shop que é tipo um primer, então coloquei ele aí junto também. Ele é ótimo para quem tem pele oleosa (aliás, essa linha toda é recomendada! Posso fazer um post sobre os produtos caso queiram) e rende bastante. 


Minha parte favorita, YAY! Minha máscara para cílios favoritos é essa Exagerada da Quem Disse, Berenice? e já é a segunda que eu compro. Super aprovada. :) A da Mary Kay eu acho muito boa também, mas é a prova d'água. Tem quem goste, tem quem odeie. Eu particularmente acho boa porque eu choro muito e assim fica tudo no lugar. HAHAH 

Essa coisinha minúscula do lado delas é um lápis preto da Payot, que uso basicamente pra fazer um mini puxadinho nos olhos. Não sei usar delineador, então ele me ajuda.  


Batom era uma coisa que eu odiava até pouco tempo atrás. Agora até estou gostando de testar umas cores bem diferentes. São todos líquido matte e meu favorito é o da Quem Disse, Berenice? na cor Morenali. Os da Mary Kay são nas cores Berry Strong, Vivid Violet e Red Alert.

-

Então, essas são as coisas que eu uso por aqui, nada de extraordinário. Ah e de pincéis eu tenho 3. Um que veio com o blush da Benefit, um para base da The Beauty Box e um sem marca que uso para tirar o excesso de produto ou espalhar melhor alguma coisa. Confesso que prefiro usar as mãos do que pincel, mas as vezes eles são bem úteis. 

Espero que tenham gostado! Um beijo!

CINCO COISAS QUE VOCÊ PODE FAZER HOJE PARA SEU CRESCIMENTO PESSOAL


Tem uns dois anos mais ou menos que eu tenho investido o que posso em autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Com isso descobri várias coisas que eu nem sabia sobre mim, passei a me entender melhor, conheci pessoas incríveis (oi Jão) que também estão nessa jornada, experimentei coisas novas, enfim! Muitas coisas mudaram e mudam positivamente todos os dias. 

Então hoje vou falar pra vocês 6 coisas que você pode fazer HOJE (sim, HOJE) para crescer pessoalmente. Sem mistério e sem muita dificuldade! :) Vamos lá? 

DESCOBRIR SEUS INTERESSES

Eu era o tipo de pessoa que achava que não gostava de nada por não conseguir me decidir e achar padrões. A verdade era que eu gostava de muita coisa, como disse nesse post sobre multipotencialidade. Depois que eu comecei a ver quais eram meus reais interesses (sem ficar buscando sentido para cada um deles, apenas aceitando que eram coisas importantes pra mim), comecei a investir mais naquilo que eu realmente me interessava. Inclusive, como eu disse nesse post aqui, esse curso me ajudou bastante pra isso também. 

Quando a gente não tem noção do que nos interessa, fica difícil achar graça nas pequenas coisas do dia a dia. Parece que elas passam despercebidas. Então eu super indico que você pegue uma lista e comece a anotar tudo que você gosta. Não é pra ser o que você se considera bom, é o que faz seu coração bater mais forte, que você tem vontade de aprender mais ou fica empolgado quando pensa sobre. Isso traz mais clareza sobre quem somos.

FAZER ALGO QUE VOCÊ AMA

Ah, os clichés. Lembro de uma cena de How I Met Your Mother que um personagem fala sobre algo "um cliché é um cliché por um motivo". Pois é. Não digo aqui nem sobre largar seu emprego que odeia pra fazer o que ama (não faça isso! Ou faça. Mas isso é assunto pra outro post. HAHA), mas sobre se dedicar a algum dos seus interesses ali de cima. Pode ser dançar, pintar, fotografar, costurar, jogar (né Jão), ler, enfim. Quando a gente dedica um tempo da nossa vida para fazer coisas que amamos e que nos empolga, instantaneamente nos sentimos mais felizes.

As vezes a gente trabalha demais, estuda demais, se preocupa demais e esquece de tirar um tempo para fazer aquelas coisas que fazem a gente perder a noção do tempo de tanto que gostamos de fazer aquilo. Faz um bem danado.

RELAXAR A MENTE

No meu caso, meditar tem sido uma experiência que eu tenho tentado desde que descobri meu problema com ansiedade, mas nunca mantive o hábito. Agora eu baixei o aplicativo Zen e pago todo mês pela assinatura, então isso tem me forçado a praticar com mais seriedade. No momento faço uma série de 21 dias, que começa com 1 minuto de meditação e vai aumentando a cada dia. Se você não tem o menor interesse em meditar (sugiro que antes de nem tentar, pesquise na internet os benefícios, mas ok haha), pode ser qualquer coisa que faça você relaxar. Ouvir uma boa música, ter contato com a natureza (eu amo ficar olhando o mar), enfim. O que preferir. 

APRENDER A CUIDAR DO SEU DINHEIRO

Eu sou totalmente perdida (eu disse TOTALMENTE) com isso de finanças, controle financeiro, investimentos e tudo mais. Mas é por isso que meu marido lindo, João, que cuida muito bem de tudo nesse sentido, fez esse post aqui no blog para nos ajudar, pobres almas perdidas nesse mundo financeiro. HAHA Brincadeiras a parte, ter controle do que você gasta e do que você tem, é fundamental para o crescimento. Eu estou lá com meus passos de tartaruga (fiz uma planilha bem simples com o que eu ganho, contas que pago e o que sobra), mas qualquer mudança positiva é bem vinda. Enquanto não viro uma rainha da economia (não vai acontecer, mas quis dar uma dramatizada), faço o que posso e você deveria também!

APRENDER ALGO NOVO

Tem várias plataformas que tem aulas muito legais como o Skillshare, Udacity, Udemy e até mesmo no YouTube. Com isso já aprendi a tricotar (sim, fiz até um cachecol haha), melhorei minhas habilidades no Photoshop e Illustrator, aprendi a fazer abertura de vídeos, a usar o Lightroom, enfim! Tem muuuita coisa de graça ou com preços baixos, então vale a pena dar uma olhada e procurar algo que você tem vontade de aprender. Pode ser para ajudar no seu desenvolvimento profissional também ou simplesmente algo que você sempre quis por pura curiosidade. 

Toda vez que aprendo algo novo e consigo terminar um projeto que seja, fico me sentindo mais confiante e feliz, mesmo que eu nunca mais vá fazer aquilo novamente. :)

-

Essas são algumas coisas que a gente fez/faz por aqui! Algum de vocês tem outras dicas para compartilhar? Um beijo!

MINIMALISMO: COMO FIZ UMA LIMPEZA DIGITAL

Olá pessoas! Já tem um tempo que eu decidi usar o minimalismo/essencialismo como ferramenta para uma vida com mais intenção e foco no "ser", além de viver de forma mais lenta ao invés de viver uma vida acelerada e sem noção do presente. A gente vive ansioso, querendo consumir todas as informações possíveis e muitas vezes nem nos damos conta que muita coisa do que estamos consumindo todos os dias, é totalmente desnecessário e só atrapalha ao invés de ajudar.

Por isso, hoje vou compartilhar com vocês como eu fiz uma limpeza digital, me livrando de excessos em redes sociais, na minha caixa de entrada, aplicativos do celular, etc. 

PAREI DE SEGUIR PESSOAS QUE GERAM FRUSTRAÇÃO/COMPARAÇÃO

Começando com uma coisa que pra mim foi difícil, mas totalmente necessário. Parar de seguir pessoas que fazem com que eu me sinta mal nas redes sociais. Aquelas pessoas que parecem ter a vida dos sonhos, com roupas novas todos os dias, viagens perfeitas e casamento perfeito e blablabla e no fim você fica pensando "por que a minha vida não é assim?", "por que eu não sou tão bonita quanto ela?", "por que não tenho roupas desse jeito?" precisavam sair da minha rede. 

Sempre vamos sair perdendo nos comparando com os outros. Porque sempre vão ter pessoas aparentemente melhores do que a gente em alguma coisa, mas ninguém é perfeito e cada um está aqui para viver a própria vida. Comparar o nosso cabelo, nosso relacionamento, número de seguidores, carreira profissional, com a de qualquer pessoa, não vai ajudar em nada, pelo contrário. O que acaba acontecendo é: ficamos tristes, achamos nossa vida ruim e ficamos ingratos, além de frustrados.

Não há nada de errado em se inspirar ou seguir pessoas incríveis. Mas a gente sabe quem faz bem e quem faz mal. E se você ainda não sabe, comece a observar seu feed e perceba o conteúdo que gera ansiedade/frustração e o que gera empolgação para correr atrás dos seus objetivos por se sentir inspirado. A partir daí é só escolher o que você quer. :) 

DESMARQUEI AS OPÇÕES DE NOTIFICAÇÕES DE REDES SOCIAIS POR EMAIL

A gente já recebe notificações nos aplicativos, então pra que ficar recebendo email pra avisar que alguém comentou em sei lá o que ou começou a te seguir ou qualquer coisa do tipo? Não faz sentido. É mais coisa para deletar, ocupar a caixa de entrada e gerar ansiedade por ver tanta coisa acumulada.

SAÍ DE LISTAS DE EMAILS QUE NÃO SÃO NECESSÁRIOS

Hoje eu tirei meu email de pelo menos 4 listas. A maioria de lojas que eu não compro mais. Sabe essas mensagens de promoção, lançamentos, descontos? Isso tudo aumenta nosso impulso por comprar. Você pode nem estar precisando de maquiagem, mas aí vem aquela loja e fala que hoje o frete é grátis ou que você ganha um brinde se fizer uma compra de tantos reais. E lá vamos nós. 

Além de lojas querendo nosso consumo, as vezes podemos ter nos cadastrado em coisas que hoje não fazem mais sentido pra gente. Pode ser vaga de emprego, informações de algo específico, blogs com assuntos que não interessam mais. Tudo isso é desnecessário. As vezes por termos tantos emails chegando, não prestamos atenção quando algo importante precisa ser visto. 

DESINSTALEI APLICATIVOS QUE NÃO ERAM UTILIZADOS

No geral eu mantenho aplicativos básicos no meu celular, mas sempre temos uns extras né? O problema é quando a gente sai baixando e deixando ali, sem utilidade nenhuma. Isso pode ser um aplicativo de edição de foto que não serviu, um jogo que não jogamos mais, aplicativos que ficamos curiosos pra testar e depois não usamos, enfim! Tudo que não era utilizado, desinstalei. Sem nem pensar. No meu aparelho eu separo os aplicativos por pastas, porque assim fica mais fácil para achar o que eu quero e para identificar o que não está sendo útil.

ORGANIZEI MEU COMPUTADOR

Sabe aquela mania de baixar coisas e deixar na pasta "downloads" ou ir salvando tudo na área de trabalho e depois não fazer ideia de onde cada coisa está ou ficar meio desesperado com a quantidade de coisa perdida por ali? Pois é. Isso também pode gerar estresse e ansiedade. Separei alguns minutos do meu dia só para organizar as pastas, deletar o que não serve e deixar tudo em seu lugar. Da mesma forma que na nossa casa a gente tem uma sensação melhor quando cada objeto tem seu lugar certo (alô Marie Kondo), não é diferente com nossos computadores, celulares, tablets, etc. Vale a pena, prometo. Não é coisa de virginiana. HAHA

-

Essas foram algumas medidas que me ajudaram a aliviar o excesso de conteúdo digital desnecessário. Vocês já fizeram algo do tipo? Me falem nos comentários!

Ah e se você é novo por aqui, tem outros posts sobre minimalismo/essencialismo no blog, que vocês podem ler nesse link. Pretendo continuar compartilhando sempre o que eu achar relevante sobre o assunto, porque essas descobertas e mudanças estão gerando autoconhecimento e crescimento pessoal por aqui. :) Um beijo!

TOPO